photos by she walks

Luxor: For those who haven't seen the first part of my journey in Cairo you can see it here. Once visited Cairo I went to Luxor. A city full of history and known for the amazing temples. The first temple we visited was the temple of Karnak, the largest of the Egyptian temples that took thousands of years to built. It is a huge temple and can take about three hours to visit. The second temple we visited was the Temple of Luxor we visited at night and I found very interesting the way the lights look on the columns and the subscripts on the walls it was really beautiful. I didn't photographed much of the temple at evening because my photos had some noise because of the wind sand, something normal for those who are in the desert. The temple of Hatshepsut was the last visited it was the smaller temple of all but view is extraordinarily beautiful of the desert.  Gastronomy: Unfortunately I didn't photographed much Egyptian food, but with these photos you can see how it is the food in Egypt. The Egyptians also eat soup as we in Portugal but with ingredients like lentils, chicken,lamb, etc.. Egyptian entries are always with many sauces that they eat with the bread. I have to say that these sauces are really different from the others that exist in Portugal but it is always worth a try! The salads seem to be very similar to ours and they are, the only different is that they use many spicy vegetables. The second dish we order was like the Portuguese "bitoque" with some differences: rice has small pieces of dough and the meat is cow beef. As for dessert we order a sweet rice that is very similar to sweet rice from Portugal with rice and milk but with a slightly different flavor. Later at night we came to a outdoor bar and I decided to try a cocktail without alcohol ( 99 % of the drinks are without alcohol because the Egyptians do not drink alcohol ) with various flavors from melon, strawberry, mango etc.. If there's one thing I noticed is that the Egyptians are very good to make juices!

As tradition of Egyptians smoke shisha socially and I had to take a picture of it. In the next post I'll talk a little about Hurghada that was the last destination. What did you think about this city, Luxor?
---
Luxor: E assim continuo a mostrar-vos como foi a minha viagem pelo Egipto. Para quem não viu a primeira parte sobre a minha estadia no Cairo pode ver aqui. Depois de conhecer um pouco o Cairo visitei Luxor, uma cidade cheia de história e conhecida pelos seus inúmeros templos. O primeiro templo que visitei foi o de Karnak, o maior dos templos egípcios e que levou milhares de anos a ser construído. É realmente um templo enorme e pode levar cerca de 3 horas a visitar mas é rico em vestígios egípcios. O segundo templo que visitei foi o templo de Luxor que visitei à noite e que achei super interessante porque a forma como as luzes insidiam nas colunas e nos subscritos nas paredes era mesmo bonita. Não fotografei muito este templo porque de noite as fotografias ficavam com um pequeno ruído, ruído esse de vento com alguma areia, algo normal para quem está pelo deserto. E por último visitei o templo de Hatshepsut, o templo mais pequeno de todos mas que a entrada do mesmo é extraordinariamente bela e que tem uma vista linda do deserto. Os templos que visitei de dia visitei de manhã com temperaturas mais altas que 34º de certeza, custou um bocado mas valeu bem a pena ver tudo o que vi que foi simplesmente lindo. Gastronomia: E a comida típica do Egipto, devem estar a perguntar-se? Infelizmente fotografei muito pouco a comida, mas por estas fotografias podem ficar com uma ideia de como é a gastronomia no Egipto. Os egípcios também comem sopa como nós portugueses mas com ingredientes como lentilhas, frango, carne de cordeiro,etc. Nas entradas egípcias existem sempre muitos molhos em que eles usam para comer com o pão. Tenho a dizer que esses molhos são realmente diferentes aos molhos que existem em Portugal mas vale sempre a pena experimentar! As saladas parecem ser muito parecidas como as nossas e realmente são, apenas que eles utilizam muitos legumes picantes. No segundo prato que pedi é um género de bitoque com as diferenças que o arroz tem pequenos pedaços de massa e a carne é de vaca. Quanto ás sobremesas, provei um doce que parecia exactamente o arroz doce que existe em Portugal, com o arroz e o leite como ingredientes mas com um sabor ligeiramente diferente. Mais tarde num bar ao ar livre decidi experimentar um cocktail sem álcool (99% das bebidas são sem álcool porque os egípcios não bebem bebidas com álcool e quando existe em algum bar é mais para os turistas) com vários sabores desde melão, morango, manga,etc. Se há coisa que reparei é que os egípcios fazem sumos muitos bons e inventam imensos sabores que resultam sempre bem.  

E como já é tradição dos egípcios fumarem socialmente shisha tinha que ter uma fotografia disso. E por Luxor foi assim, no próximo post irei falar um pouco de Hurghada o último destino perfeito para os turistas que procuram praia e muito descanso! O que acharam de Luxor e dos seus templos?

By Ester.